Cannabis é a responsável por alívio imediato de diversas doenças, aponta pesquisa

Os professores Jacob Miguel Vigil e Sarah See Stith, da Universidade do Novo México, nos Estados Unidos, realizaram uma pesquisa para entender o potencial terapêutico da Cannabis.

O estudo, dividido em duas partes, teve como base os dados gerados pelo Releaf app – programa para registrar como o uso da planta colabora para a diminuição dos sintomas e efeitos colaterais das doenças.

O primeiro momento foi analisar o relato dos usuários que documentaram em uma escala de 1 a 10 quanto seus sintomas diminuíram após o uso da Cannabis. A média foi 4 considerando 27 diferentes condições de saúde. A segunda parte focou em avaliar o uso da flor da Cannabis para o tratamento de insônia.

Mais de 94% dos usuários do aplicativo Releaf relataram a melhora de seus sintomas após a autoadministração da substância. “A Cannabis pode melhorar vários sinais regulando o funcionamento homeostático, condição de estabilidade do organismo”, conta Vigil.

Ele ainda ressalta que “o potencial medicinal deste conceito e a aplicação prática para tratar várias condições de saúde é diferente de qualquer outro medicamento conhecido”.

 

Alternativa segura

Vigil e Stith acreditam que os resultados da pesquisa são positivos e essenciais para ressaltar a importância da população ter mais acesso a estudos que mostrem o risco-benefício e eficácia da Cannabis como tratamento terapêutico.

“O impacto econômico também deve ser considerado, levando em conta o ônus dos opióides e de outras prescrições de alto risco nos sistemas de saúde, que foram forçados a implementar modificações nas práticas gerais de atendimento ao paciente”, reforçou Stith.

A professora acrescenta que a planta é uma alternativa segura para quem sofre com as doenças. “Se o risco-benefício de curto prazo da Cannabis encontrado em nossos estudos reflete o potencial terapêutico de longo prazo, a substituição da Cannabis por medicamentos tradicionais poderia reduzir o risco de interações medicamentosas perigosas”.

 

We are committed to sharing the traditional foods we grew up with as kids.
— Petra Frenkel

Etiam fringilla id justo sit amet mollis. Donec consectetur enim vitae neque rutrum, fermentum mollis nisi cursus. Pellentesque mi lacus, efficitur fringilla tempor ac, volutpat eget lacus. Morbi non aliquam odio. Pellentesque non tortor eu quam gravida scelerisque. Etiam tempus et turpis sit amet viverra. Vestibulum ante ipsum primis in faucibus orci luctus et ultrices posuere cubilia Curae; Curabitur sed gravida ipsum, a placerat ipsum. Ut semper eros eget sapien lacinia, sit amet pulvinar lectus viverra. Donec mauris magna, efficitur a dui vel, dictum facilisis mi. Maecenas sed dui erat. Suspendisse potenti. Etiam auctor non purus sed placerat. Etiam mollis fermentum orci, vitae sagittis quam varius id. Suspendisse gravida, purus a elementum feugiat, magna enim cursus elit, nec euismod mi erat vel arcu. Nunc vitae accumsan libero.

Operacional INDEOV