FAQ

 

Perguntas mais frequentes

1. É possível importar Canabidiol (CBD) para o Brasil?

Sim. Desde 2015 é possível a importação de produtos ricos em canabinoides para o Brasil. Atualmente o procedimento para acesso começa com a obtenção de alguns documentos feitos por um Médico (prescrição, laudo médico com histórico do caso e termo de responsabilidade). Após submissão à ANVISA, é expedida uma Autorização para Importação com validade de 01 ano. A INDEOV cuida gratuitamente de todos os trâmites para importação de CBD para o Brasil.

2. A INDEOV cobra por esses serviços?

Não, os serviços oferecidos fazem parte da Solução de Acolhimento. Arquitetamos uma estrutura sustentável para todos os envolvidos no processo de acesso à Cannabis Medicinal, e podemos assim, focar em nossa missão: levar qualidade de vida para a maior quantidade de pacientes, familiares e cuidadores, através do acesso à Terapia Canabinoide.

3. O que exatamente vocês fazem?

Nós cuidamos de todas as etapas de acesso à Óleos Ricos em CBD no Brasil. De ponta a ponta, todos nossos serviços são feitos pensando na melhor experiência de nossos pacientes, médicos parceiros e produtores.

Além de nosso Suporte Humanizado a pacientes, Apoio Técnico a Médicos, também possuímos uma atuação Business na área de Cannabis Medicinal, oferecendo consultoria para produtores que queiram atuar em solo brasileiro.

4. Por que os derivados da Cannabis Medicinal podem ser úteis no tratamento de vários quadros clínicos?

Porque seus principais componentes, os fitocanabinoides, são estruturas químicas muito semelhantes aos canabinoides que nosso corpo produz naturalmente.

Sua aplicação terapêutica para controle de diversos quadros clínicos pode atuar diretamente na homeostase (equilíbrio) do corpo.

5. Quais as aplicações clínicas da Cannabis Medicinal?

Com a crescente expansão de pesquisas no uso terapêutico da Cannabis, podemos identificar resultados em diversos tratamentos. Os mais comuns são:

  • Alzheimer;

  • Parkinson;

  • Epilepsia Refratária;

  • Autismo;

  • Ansiedade;

  • Depressão;

  • TOC;

  • Dor crônica;

  • Insônia;

  • Sintomas de quimioterápicos;

Entre outras novas aplicações que a medicina vem documentando. Nosso suporte pode te auxiliar com mais informações sobre estes e outros quadros clínicos.

6 - Quais efeitos colaterais do CBD?

Os efeitos colaterais de Canabidiol são raros: diarreia  e sonolência. Não causa vício, dependência ou psicose.


7 - Quem pode utilizar?

Não existe um perfil específico para uso, desde que tenha indicação médica.


8 - Quanto ao efeito, é imediato?

O efeito é variável, podendo ocorrer em horas ou semanas a depender da forma de uso, organismo do paciente e sintomas.


9 - Qual o rendimento do produto?

Nas primeiras utilizações, como o organismo estará se adaptando a uma substância nova, é necessário acompanhar o paciente para encontrar a dosagem ideal. Existem casos onde o aumento da dose será necessário para o tratamento. De qualquer forma, o médico fará o manejo da posologia ideal para o paciente.

10 - Como armazenar o produto?

Basta mantê-lo em temperatura ambiente, em local fresco, ao abrigo da luz e de oscilações bruscas de temperatura.


12. Quais são os principais componentes da Cannabis Medicinal?

Em suma, a Cannabis Medicinal possui fitocanabinoides, como o Delta-9-tetra-hidrocanabinol (THC), o Canabidiol (CBD), terpenos e flavonóides. A ingestão desses compostos se mostra segura e eficaz no alívio de sintomas derivados de doenças no campo da Neurologia, Psiquiatria, Imunologia e Oncologia.

13. Quem pode me prescrever Cannabis Medicinal?

Qualquer profissional de Saúde Habilitado. De acordo com a RDC 17 - de 06 de maio de 2015 da ANVISA, que define os critérios e o procedimentos para a importação de produto à base de Canabidiol, qualquer profissional de saúde habilitado pode prescrever com base em refratariedade e uso compassivo.